header-espaco-paciente.jpg

ESPAÇO DO PACIENTE

Entender o câncer como uma doença multifatorial que afeta os diversos aspectos da vida do paciente exige, verdadeiramente, um suporte integral. Desta forma, promover sua reabilitação física, psicológica e social através dos serviços de nutrição, fisioterapia, psicologia, odontologia, enfermagem, farmácia e equipe médica é o compromisso que assumimos para assegurar as melhores práticas assistenciais aos nossos pacientes e seus familiares.

O QUE É CÂNCER?

Câncer, também conhecido como tumor maligno ou neoplasia, é um conjunto de doenças que têm em comum o crescimento desordenado de células. O câncer ocorre quando estas células, que cresceram de forma incontrolável de um determinado órgão, passam a se dividir em consequência deste crescimento celular desordenado, formando uma massa de tecidos, ou seja, um nódulo ou tumor. Essas células apresentam características peculiares, como a capacidade de invasão de outras estruturas, de desprendimento e migração através da corrente sanguínea para outros lugares do organismo e também capacidade de auto nutrição, tornando-se independentes.

FATORES CARCINOGÊNICOS

A carcinogênese é um processo altamente complexo do qual participam fatores de risco herdados e fatores de risco ambientais.

 

FATORES BIOLÓGICOS (agentes virais e bacterianos): pessoas que não herdaram genes mutados podem desenvolver câncer devido a alterações genéticas provocadas por certas infecções por vírus ou bactérias, tais como:

  • Hepatite B ou C: Câncer de Fígado

  • Papiloma-vírus: Câncer de Colo de Útero e Pênis

  • Vírus Epstein-Barr (VEB): Linfoma de Burkitt e Câncer de Nasofaringe

  • Bactéria Helicobacter Pylori: Câncer de Estômago

 

AGROTÓXICOS: quando o corpo é exposto a pequenas doses diárias de inseticidas como o BHC e DDT (uso caseiro ou contaminação de frutas, legumes e cereais nas lavouras) ao longo dos anos. Esses e outros agrotóxicos acumulam-se em glândulas (como o fígado, as glândulas mamárias, a próstata, os testículos etc.) e no sangue, e ao atingir certos níveis, causam mutações genéticas que podem resultar em câncer de mama, de próstata, de ovário, etc.

POLUENTES ATMOSFÉRICOS: presentes na fumaça do escapamento de veículos movidos a óleo diesel, gasolina e álcool, pó de amianto, químicos presentes nas tintas e vernizes, entre outros, também podem atuar como um dos fatores para o desenvolvimento de diversos tipos de tumores malignos.

ALCOOLISMO E TABAGISMO: indivíduos que bebem diariamente e/ou fumam, aumentam em até 60% suas chances de desenvolver câncer de pulmão, câncer de estômago, de fígado, câncer de laringe e boca, câncer de bexiga ou próstata.

HÁBITOS ALIMENTARES: uma alimentação rica em gorduras e frituras e pobre em verduras, frutas e cereais integrais também predispõe a diversos tipos de cânceres, como os de intestino, mama, fígado e testículos.

EXPOSIÇÃO PROLONGADA AO SOL: principalmente na infância e na adolescência pode resultar em câncer de pele e melanoma, tipo mais agressivo deste tipo de câncer na idade adulta.